Ipem-AM orienta consumidor sobre os cuidados na hora de abastecer o veículo

O Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), orienta os consumidores sobre os cuidados ao abastecer o seu veículo. O Instituto é uma autarquia estadual e órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), responsável por fiscalizar as condições de utilização das bombas de combustíveis quanto aos aspectos de segurança, além de verificar se a quantidade entregue ao consumidor corresponde ao valor pago.

No Amazonas, de janeiro a julho de 2021, já foram fiscalizados 3.879 bicos de abastecimentos, sendo 36 reprovados por estarem lesando o consumidor. O diretor-presidente do Ipem-AM, engenheiro Márcio André Brito, fala do trabalho realizado pelos fiscais do órgão e alerta os consumidores sobre os cuidados ao realizar o abastecimento no veículo.

 

“O papel do Ipem é fiscalizar diariamente todos os postos de combustíveis, a fim de garantir que as bombas medidoras estejam em seu perfeito funcionamento, e não ofereçam riscos na sua utilização, e se consumidor está recebendo a quantidade de combustível correta”, informou o titular do Ipem no Amazonas.

Márcio Brito disse ainda que, em caso de possíveis irregularidades, o consumidor pode solicitar do frentista que seja feita uma verificação da quantidade de combustível entregue em um medidor padrão verificado pelo Ipem-AM. E, caso o volume não corresponda a 20 litros indicados no medidor padrão, há indícios de que a bomba esteja adulterada, explicou.

O Ipem-AM orienta a população para os cuidados no abastecimento de veículos:

• Observar se o contador a bomba medidora se encontra no zero;

• Observar ainda se a bomba medidora possui o selo do Inmetro, o que garante que o equipamento foi fiscalizado pelo Ipem-AM e está segura para o uso;

• Verificar a informação do preço por litro a ser pago e o tipo de combustível a ser utilizado;

• Caso perceba algum indício de irregularidades na hora do abastecimento, o consumidor deve exigir que o frentista ou o gerente do posto de combustível faça uma verificação em uma medida de volume padrão verificada pelo Ipem-AM;

• Todos os postos são obrigados a realizar uma checagem da quantidade de combustível, quando solicitada pelo consumidor;

• Ao abastecer seu veículo, exigir a nota fiscal com a descriminação da quantidade em litros e o valor pago.

O Ipem-AM possui um canal de comunicação direto com o consumidor. Em caso de dúvidas, sugestões, reclamações e denúncias, basta entrar em contato com a ouvidoria do órgão, pelo número 0800 092 2020, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou, se preferir, enviar mensagem no Fale Conosco no site do órgão: www.ipem.am.gov.br

FOTOS: Lucas Silva /Secom e Divulgação/Ipem-AM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *