Ipem Amazonas

Notícias

Ipem-AM promove palestra de sensibilização sobre assédio moral

Ipem-AM promove palestra
Fotos: Alexandre Vieira/Ipem-AM
Ipem-AM promove palestra de sensibilização
Fotos: Alexandre Vieira/Ipem-AM
Evento realizado na manhã desta quinta-feira (11/05) reuniu todos os servidores no auditório do órgão

O Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), por meio da Procuradoria Jurídica (Projur), realizou, na manhã desta quinta-feira (11/05), uma palestra de sensibilização sobre assédio e outros tipos de violência no ambiente de trabalho.

No auditório da sede do Ipem-AM, o evento reuniu todos os servidores do órgão, que, por uma hora, ouviram atentamente a palestra intitulada: “Assédio Moral no serviço público”.

A abertura da palestra foi realizada pelo diretor-presidente do Ipem-AM, Renato Marinho, que elogiou a iniciativa da Projur por propor esclarecimentos e também um debate salutar em torno do tema.

“Essa palestra não é voltada somente ao servidor, é também para a sociedade. Porque nós somos a sociedade. E tudo parte da forma de tratamento, da observância. Muitas vezes não percebemos, mas podemos machucar no falar ou no olhar. Existem várias formas de dizer não e também de dizer quero. Mas nós temos de nos policiar, isso em todas as nossas relações, seja no trabalho, na faculdade, em casa, em qualquer lugar. Vamos aproveitar essa conversa para tirar dúvidas”, ressaltou o diretor-presidente.

Ipem-AM promove palestra de sensibilização sobre assédio moral

Por uma hora, além dos esclarecimentos jurídicos, os advogados Gustavo Corrêa, Jessika Bezerra e Jordan Simonetti debateram com os servidores e tiraram as dúvidas referentes ao tema.

O evento também contou com a participação da psicóloga do Ipem-AM, Jaqueline Sebben, e da ouvidora do órgão, Maria Lélia, que, mais uma vez, afirmou que a Ouvidoria está de portas abertas para ouvir e buscar auxílio em todas as situações.

Canais de auxílio

Também foi destacado que, em caso de denúncia, o servidor poderá recorrer ao setor de psicologia, à Projur e à Ouvidoria. Os três departamentos estão aptos a receber e registrar as queixas e, consequentemente, tomar as devidas providências.

O que configura assédio moral?

O assédio moral não é crime. No estado, o assédio moral no trabalho é uma conduta abusiva, considerada pelo setor jurídico um atentado aos direitos de um indivíduo, que passa por uma situação vexatória, discriminatória e humilhante. Por conta disso é importante que o trabalhador procure formas de se proteger e evitar que essas situações ocorram.

De forma conceitual, o assédio moral configura-se como uma conduta abusiva, que podem ser exemplificadas com gestos, palavras e atitudes que são contínuas, de forma sistemática. São cenários em que atinge diretamente a integridade psíquica e física do trabalhador, e cabe processo por danos morais no setor jurídico.

Transparência

Links Úteis

Aviso Ouvidoria