Ipem Amazonas

Destaques

Ipem-AM constata concentração de metais nocivos à saúde em bijuterias comercializadas em Manaus

Nas amostras coletadas foi identificada a presença de cádmio e chumbo, que podem provocar alergia em contato com a pele
Ipem-AM constata concentração de metais nocivos à saúde
Bijuterias foram coletadas pela fiscalização do Ipem-AM e ensaiadas em laboratório, como parte da ação nacional do Inmetro / Fotos: Glauber Silva/Ipem-AM

Em ensaios realizados no laboratório do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), nesta quinta-feira (22), foi constatada concentração de metais nocivos à saúde em bijuterias comercializadas em Manaus. No período de 19 a 22 de junho, as equipes de fiscalização do coletaram 18 amostras de bijuterias em 15 lojas de Manaus, nove produtos foram reprovados por estarem fora das conformidades e apresentarem teor de chumbo e cádmio acima do percentual permitido.

A ação, realizada simultaneamente em 15 estados brasileiros, faz parte do Plano Nacional de Vigilância em Mercado (PNVM), coordenado pelo Instituto Nacional de Metrologia de Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

O diretor-presidente do Ipem-AM, Renato Marinho, explicou que, conforme a Portaria nº 123/21 do Inmetro, é proibida a comercialização, no mercado nacional, de bijuterias com concentrações de cádmio e chumbo superiores às permitidas.

“Nesta semana, as equipes do Ipem-AM intensificaram as ações tendo como alvo as bijuterias, dentro do PNVM. Nosso foco é destacar o quanto algumas peças podem trazer riscos à saúde em contato com a pele.

Foram coletadas amostras e, no ensaio, constatamos a presença de metais nocivos à saúde. É bom deixar claro que o uso de produtos contendo excesso de cádmio e chumbo podem causar intoxicação e alergias”, completou Renato Marinho.

Conforme a Portaria nº 123/21 do Inmetro, as bijuterias não podem apresentar concentrações de cádmio iguais ou superiores, em peso, a 0,01%; e de chumbo iguais ou superiores, em peso, a 0,03%.

Ainda segundo Renato Marinho, as lojas que comercializam os produtos reprovados em ensaio serão notificadas e terão o prazo de dez dias para apresentar defesa junto ao Ipem-AM.

PNVM

O PNVM teve início em abril e cada semana um produto é alvo de fiscalização. Nesta etapa, o foco são as bijuterias, mas, anteriormente, já foram verificados, balanças, kit de GNV, capacetes, postos de combustíveis, componentes cerâmicos, máquinas de lavar roupas e refrigeradores, blocos cerâmicos, cronotacógrafos, brinquedos, taxímetros e fios, cabos e cordões flexíveis elétricos.

Ouvidoria

Consumidores que desconfiarem de possíveis irregularidades devem entrar em contato com a Ouvidoria do Ipem-AM, no telefone 0800 092 2020, segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou pelo site: https://ipem.am.gov.br/ouvidoria/, e das redes sociais do órgão: Instagram – @ipem.amoficial; Facebook – Ipem Amazonas e Twitter – @ipemamoficial.

Transparência

Links Úteis

Aviso Ouvidoria